Like face

terça-feira, 10 de abril de 2012

Ensinando Inglês com textos autênticos de jornais e revistas!


Por Vanessa Prata*

Em setembro de 2011, publiquei o artigo Using News in the Classroom, na primeira versão online da revista New Routes. Reproduzo parcialmente aqui algumas atividades sugeridas para usar textos autênticos de jornais e revistas em sala de aula. Para acessar o texto completo, em inglês, clique em: http://www.disal.com.br/newr/nr45/nrlogin.asp?anterior=nr45&A1=215374173105625&A2=C.


Usar textos de jornais e revistas em sala de aula é uma maneira de fornecer material de leitura autêntico e ajudar os alunos a observar colocações, novo vocabulário e até mesmo estruturas gramaticais dentro de um contexto real. É também uma maneira de estimular o debate, selecionando artigos que possam despertar interesse dos alunos, seja porque os tópicos estão diretamente relacionados à nossa realidade ou por causa de um problema global que está sendo discutido em todos os lugares. Outro ponto é que, usando notícias de uma variedade de fontes, como revistas e jornais de diferentes países, o professor pode ampliar o conhecimento dos alunos sobre estilo, registro e gêneros de texto e até mesmo como os outros países "veem" o Brasil.

Embora seja mais comum usar textos "reais" em estágios mais avançados, mesmo níveis mais básicos podem se beneficiar de material autêntico. É tarefa do professor selecionar textos adequados e preparar atividades para cada nível, sem adaptar o texto em si.

Confira algumas sugestões para utilizar textos de jornais e revistas em sala de aula:

-Atividade de fluência: a maneira mais simples (para o professor) para trabalhar com textos jornalísticos é apenas levar para a sala de aula uma série de revistas em inglês ou textos impressos de versões online de jornais e revistas e permitir que os alunos escolham o que gostariam de ler. Depois de selecionar um texto, os alunos leem e resumem oralmente em cerca de 2 minutos para a classe.

-Debate: selecione um texto específico, de preferência sobre um tema polêmico (ou talvez dois textos, se encontrar dois artigos sobre o mesmo tema, tais como um a favor de e outro contra determinado tema) e os alunos leem em sala. Em grupos, eles preparam uma lista de argumentos a favor e contra o tópico e o professor (ou um dos alunos) modera a discussão.

-Atividades lexicais: selecione um texto com antecedência e, na aula, ajude os alunos a observar as colocações comuns, preposições que seguem certos verbos e outros itens lexicais. Estimule os alunos a tomar notas dessas informações e organizá-las de forma que lhes permita facilmente recuperá-las. Outra atividade é o famoso “fill in the blanks”, em que você seleciona itens específicos para serem eliminados do texto e os alunos devem preenchê-lo, como as preposições corretas ou as colocações mais comuns.

-Atividades de gramática: você pode pedir aos alunos para encontrar exemplos de um tempo verbal específico em textos autênticos e sublinhá-los, tais como “passive voice” ou “present perfect”. Após identificar os tempos verbais, os alunos discutem em pares porque esses tempos verbais foram usados e podem escrever um texto semelhante usando esses tempos verbais.

-Organização do texto: uma sugestão para aumentar a conscientização dos alunos sobre a organização do texto, a coerência e a coesão é cortar os parágrafos em tiras separadas e pedir que os alunos coloquem em ordem. Depois de verificar com os colegas, eles comparam com o texto original. Você pode também pedir aos alunos para identificar e sublinhar “linking words” ou preencher os espaços em branco com os “discourse markes” adequados.

-Skimming e scanning: para melhorar habilidades de leitura, você pode preparar atividades para estimular o skimming e scanning, tais como questionários sobre o texto ou jogos. Um exemplo de um jogo para scanning: separe a classe em duas equipes e divida a lousa ao meio. Todos os alunos têm o mesmo texto. Faça perguntas sobre o texto que requerem encontrar informações específicas, tais como datas, nomes, lugares etc. Um aluno de cada grupo tem que escrever a resposta na lousa e o primeiro grupo a terminar ganha um ponto.

Claro que todas as atividades sugeridas aqui também poderiam ser feitas com os textos dos coursebooks, e alguns desses textos se adaptam perfeitamente ao conteúdo que estamos ensinando. No entanto, usando textos autênticos de revistas e jornais, podemos estimular os alunos a ler e discutir sobre os temas "reais" e atualizados, que podem interessá-los mais e passar um sentimento de “realização”, pois sabem que o que estão lendo não é um texto adaptado. Além disso, podemos ter certeza de que estamos ensinando o idioma "real", que está sendo usado por nativos de língua inglesa, e podemos fornecer os alunos uma variedade de estilos e "Englishes", selecionando textos de países e de fontes diferentes.




*Vanessa Prata é jornalista e professora de inglês há 12 anos. Formada em Comunicação Social e pós-graduada em Tradução, possui os certificados CPE, TKT e ICELT, da Universidade de Cambridge. Contato: teachervanessaprata.blogspot.com. 

Um comentário:

  1. Parabéns, Professsora Vanessa,pelo texto elucidativo, cujos comentários e sugestões são sempre muito úteis e bem vindos para nossas aulas!
    Abraços,
    Alessandra Harmel

    ResponderExcluir